Central Sindical
 
UNIÃO SINDICAL DOS TRABALHADORES










 

Carlos Borges
Presidente  Nacional


 
 
 
 
                

 
 
 
                          Paraguai

UST presente no ato dos Professores Paraguaios
Centrais Paraguaia convocam greve contra
“congelamento salarial, privatização e entreguismo da economia
A manifestação teve a presença de representações da UST, Carlos Borges e Edilson Vieira, em apoio contra as ameaças à soberania e da crescente intransigência governamental, crescem os apoios à paralisação junto aos mais variados setores sociais, como a A Federação de Educadores do Paraguai (FEP) que anunciou na durante uma medida complementar a greve que mantêm para reivindicar a lei de aposentadoria e pagamentos atrasados de centenas de professores que não recebem há meses. Os paraguaios sairão às ruas das principais cidades do país para denunciar as políticas entreguistas defendidas pelo presidente colorado Horácio Cartes, que prejudica, principalmente, a classe trabalhadora.
O congelamento salarial, as precárias condições de trabalho e altas taxas de informalidade que atingem 81,6% da população de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), são alguns dos problemas enfrentados pela população daquele país. A perda do salário mínimo, no último período, alcançou 25%. O governo propôs a reposição de 10%, valor que não repõem as perdas recentes. Para piorar a situação, em 2013, o governo aprovou a Lei de Aliança Público-Privada (APP), medida que protege os empresários e os interesses estrangeiros, e privatiza o país.
Contra uma privatização encoberta das instituições do Estado, dos seus recursos estratégicos, daquilo que é essencial ao desenvolvimento nacional como água, luz, telecomunicações, portos e minas. Com esta lei, a educação e a saúde passaram para as mãos privadas, da mesma forma que tudo o que se referir a bens e serviços", afirmou o presidente da Central Unitária de Trabalhadores Autêntica (CUT-A), Bernardo Rojas, descrevendo a repetição da surrada cartilha do Fundo Monetário Internacional.
UST visita as Lideranças Sindicais dos Trabalhadores de Sidrolândia - MS
As Lideranças Sindicais dos Trabalhadores de Sidrolândia - MS e região receberam na última sexta-feira (30 de agosto de 2014) a visita do presidente nacional da Central Sindical, Carlos Borges, e o Presidente da UST - MS Edilson Vieira.  Ambos dirigentes foram recebidos pelos companheiros, a visita resultou em importante reunião entre as lideranças na qual diversos temas de interesse foram abordados, sobretudo foi tratado a luta dos companheiros  com um histórico de relevantes serviços prestados para a classe trabalhadora.  Segundo o presidente, a troca de experiências entre a militância é fundamental para o fortalecimento da central sindicais no Mato Grosso do Sul.
UST visita áreas indígenas em
Mato Grosso do Sul.
 
UST– União Sindical dos Trabalhadores esteve em Mato Grosso do Sul em visita a aldeias indígenas de Sidrolândia-Ms, e conhecemos as lutas pela demarcação de terras e contra a miséria humana que está condenada pelo Governo Federal. O Presidente da UST , Carlos Borges, constatou graves violações de direitos humanos e cobram medidas urgentes para o fim da violência e a ampliação definitiva das terras indígenas em MS.
Declaramos apoio e solidariedade, assumido o compromisso de uma campanha de denúncias em nível internacional. Exigindo também do governo Dilma para que atenda todas as reivindicações dos integrantes da aldeia.

UST Ponta Porá - MS
 
UST visita assentamento debate acesso
à produção rural
O Presidente Nacional da União Sindical dos Trabalhadores - UST, Carlos Borges, acompanhada do Edison Vieira, Presidente UST Mato do Grosso do Sul participaram, nesta sexta-feira (29 de agosto 2014), junto com as lideranças rurais, debateram uma agenda e visitou o assentamento Itamarati, município de Ponta Porá - MS, no sul do estado. A atividade do Carlos Borges, recebeu demandas de assentados e acampados de reforma agrária nas regiões dos Itamarati. A demanda envolve infraestrutura e políticas públicas de inclusão social e produtiva para quem vive nas localidades. De acordo com o Presidente, a UST tem a defesa da política de acesso a infraestruturas de assentamentos e, por isso, as pessoas são impossibilitadas de continuar o desenvolvimento da localidade e de terem acesso ao recurso e qualidade de vida.  O Presidente da UST MS Edison, iniciou a implantação da UST de Ponta Porá, para que possamos atuar diretamente na organização sindical da região.

 UST Aquidauana - MS

Repudiamos piada do Ratinho contra a população de Aquidauana

 

O Presidente Ênio do  Sindicato dos Servidores de Aquidauana – MS, filiado UST,  declara repudio a piada  do apresentador Ratinho do SBT, contra o povo de Aquidauana e exige  direito de resposta e retratação publica.  Em cadeia nacional, o apresentador junto com seus compassas tem como objetivo e pratica do programa é escrachar  povo, agora foi a vez Aquidauana, fez piada desqualificado a população com insinuação sugestivo com o nome da Cidade.

 

As eleições e a posição classista dos trabalhadores
 
Por Wilson Santos, Vice Presidente     15 de agosto de 2014 

            As eleições institucionais no Brasil para os diversos cargos do poder executivo e legislativo têm se tornado um resumo sobre o que é a democracia no tal Estado de Direito burguês. A forma de participação do povo na esfera da tomada de decisão da administração pública proposta pelo governo dos ricos é a representatividade por meio do voto obrigatório. Passado o período eleitoral ao cidadão comum cabe apenas esperar por mais quatro anos a realização das propostas dos candidatos eleitos. Essa é a festa da democracia. Festa para uns poucos e tristeza e decepção para a maioria.

Diante dessa dissimulação de candidatos e partidos concorrendo aos diversos cargos públicos, o cidadão não percebe a sutil diferença das alternativas ideológicas oferecidas nas campanhas políticas e acaba escolhendo o seu candidato apenas por critérios subjetivos como a beleza ou simplesmente porque algum demonstra mais simpatia que o outro. O que está oculto é uma campanha ampla contra a ideologia da luta de classes, ou seja, uma campanha da luta dos trabalhadores pela sua emancipação do capitalismo.

Cada vez mais os candidatos vêm se escondendo por detrás do senso comum, apelando para a ausência do pensamento crítico do eleitorado, criado e mantido pelo pensamento burguês em que há a possibilidade de existir de forma pacífica uma sociedade onde todos, patrões e trabalhadores, ricos e pobres, possam viver sem conflitos sociais, econômicos e culturais. Definitivamente a ideologia dos trabalhadores não é a mesma dos patrões. No atual sistema político, econômico e social que existe no Brasil, o capitalismo, o papel dos trabalhadores nada mais é que vender sua força de trabalho para o patrão em troca de um mísero salário que lhe mantêm vivo até a próxima jornada de trabalho.    leia mais..

 
UST Tocantins
As Centrais Sindicais dos Trabalhadores que têm sede no Tocantins estão organizando um grande evento cujo intuito é levar a pauta de reivindicações e ouvir dos candidatos suas propostas para os servidores públicos. É a primeira sabatina entre as Centrais Sindicais  ( UST – CTB – NCST) representativas dos servidores públicos e os candidatos a Governador do Tocantins e acontecerá no próximo dia 15 de setembro, em Palmas. O foco é esclarecer as propostas dos candidatos para os servidores públicos estaduais, que, juntamente com suas famílias, formam um eleitorado aproximado de 150 mil pessoas. 

Na sabatina, cada Central fará perguntas direcionadas aos candidatos que responderão por ordem de sorteio. A sabatina terá regulamento próprio que será enviado com antecedência aos candidatos, que assinarão um “Termo de Compromisso” de participação. Cabe ressaltar ainda que as perguntas abordarão a temática específica do serviço público tocantinense e serão formuladas com base na pauta de reivindicações das diversas categorias de servidores.

UST  BAHIA
 
Dirigentes sindicais realizam proposta de Ação Sindical Regional da UST Bahia no dia 12 setembro
 
O desenvolvimento regional da Bahia e o papel da UST no processo e discutir a importância da Plataforma Politica da UST como as ações, mobilizações e filiação sindical.  Sindicatos que reunirá em Vitoria da Conquista, Bahia, nos próximos dias 12 de setembro com dirigentes Nacional, Presidente Carlos Borges, Vice Presidente Carlos Reis e o Diretor Nacional Aldemar José dos Santos (DEMA) .
 
Esse encontro dá continuidade ao processo de fortalecimento da campanha de filiação sindical à UST para ampliar a integração da região Bahia coa a UST nacional.
 
Para participar dessa discussão convidamos as lideranças sindicais e os movimentos sociais para o desenvolvimento regional. Segundo o Presidente Nacional, Carlos Borges, as central têm intensificando cada vez mais as luta por direitos trabalhista de todas as categoria e se unido em todo o país em uma luta pelo fortalecimento da classe trabalhadora como um todo.
UST no Chile protestam em apoio a palestinos
no centro de Santiago - Chile
UST - Carlos Reis - Vice Presidente e Tereza Diretora das Mulher presente no  ato contra o massacre na Faixa de Gaza em solidariedade ao povo palestino que aconteceu neste sábado, dia 02, cerca de duas mil pessoas pediram ao governo chileno para romper relações diplomáticas com Israe, uma manifestação a favor do povo palestino. "Estamos pedindo que a presidente Michelle Bachelet expulse o embaixador de Israel e que rompa relações com Israel. Queremos dizer ao mundo que os chilenos são contra o massacre", disse aos jornalistas Mauricio Abu-Gosh, presidente da Federação de Palestinos no Chile.

Centrais sindicais na disputa eleitoral
Carlos Borges  Presidente

As Centrais Sindicais atuam no sentido eleitoral e não deixa dúvidas quanto à defesa de uma política nacional-desenvolvimentista, para isso, defendem a aliança com a burguesia e, consequentemente a “harmonia entre capital e trabalho”. Centrais que representa a burocracia e a aristocracia sindical, atuando ao lado da burguesia democrática contra a organização sindical séria. A burocracia e a aristocracia sindical estrangulam a independência dos sindicatos sérios em relação ao Estado burguês, no qual os apoios são trocados por cargos no Executivo e na política de conciliação e compensação, para manter seus cargos e privilégios, através da traição mais descarada e aberta aos interesses dos trabalhadores. As Centrais articulam coligações nacionalistas com a esquerda reformista, revisionista, reproduzindo o mito do Estado protetor e provedor de direitos para aumentar seu espaço na política institucional, com característica intrínseca de tutelar as massas trabalhadoras.   leia mais...

Lutas, conquistas continua na reeleição do Deri Sindicato dos Bombeiros Civil
O salão do plenário do SindBombeiros de São Paulo  ficou lotado, mais de 100 pessoas participaram da festa da posse da diretoria eleita. O evento, realizado na tarde desta sexta terça (15).
 A posse contou com a presença de autoridades e lideranças sindical como SindBombeiro Bahia, SindBombeiros de Santa Cartarina e SindBombeiros do Espirito Santo representado pelo Presidente Zivan, além da UST representado pelo Carlos Borges, que expos, um pouco da história da entidade representativa dos trabalhadores que dedicou-se diuturnamente a promover um projeto que privilegia o movimento sindical do Brasil, já é conhecido por sua força,  com lutas e conquistas da organização sindical. Já empossada, Derivaldo Alves do Nascimento, presidente reeleito, saudou os presentes e falou em nome da nova gestão da organização. Em seu discurso, a dirigente afirmou que este grupo dará continuidade a trajetória de combatividade e mobilização, tendo em vista apostar sempre na melhoria das condições de vida do trabalhador.
Luciano Lucas
Presidente
UST Tocantins

 Sinpef encaminhará propostas da categoria aos candidatos ao Governo do Estado do Tocantins
O Sindicato dos Profissionais em Educação Física do Tocantins (SINPEF-TO) encaminhará propostas da categoria a todos os candidatos ao Governo do Estado do Tocantins. As propostas são dos segmentos da Educação, Esporte, Atividade Física e Lazer e o propósito é ganhar o apoio dos candidatos para que esses incluam em seus planos de governo assumindo o compromisso sobre as demandas. Segundo o presidente do Sinpef, Luciano Lucas, a entidade estará cumprindo com uma de suas responsabilidades “A ideia é colaborar com o poder público, como instituição técnica e consultiva nos estudos e soluções dos problemas que se relacionem com a categoria profissional, temos que propor algo hoje para ter o que se cobrar amanhã”, as propostas serão ratificadas posteriormente por meio da assinatura de uma carta de intenções, os profissionais formularam 26 propostas que consideram interessantes e aplicáveis pelo próximo governador do Estado.
.                                .