Central Sindical
 
UNIÃO SINDICAL DOS TRABALHADORES
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 



 
 
 


 
 


 
 

 


Convidamos a todos os companheiros para reunião nacional e confraternização da UST em Campinas  São Paulo, participarão os Diretores, dirigentes de sindicatos, assessores, militantes filiados a UST e convidados.

Proposta de Pauta:    Informes e balanço anual     Agenda de lutas 2015

Convite

II Congresso Sindical Mundial e Hotéis Turismo e Serviços

Sri Lanka

A União Internacional Sindical dos Trabalhadores em Hotéis e Indústria do Turismo, pela Federação Sindical Mundial e os Afiliados Comitê Organizador -FSM- Convida no Sri Lanka para todos os sindicatos da Hotelaria, Turismo e serviços, os membros e amigos da FSM, a participaram do II Congresso Mundial de Sindicatos Hotelaria e Turismo do Trabalhadores.

O Congresso será realizado no Sri Lanka Fundação Instituto de Colombo - Sri Lanka, de 15-16 de dezembro 2014.

15 e 16 dezembro
Sri Lanka
                  
Presidente da UST Nacional Carlos Borges  realiza visita a sindicatos em Santa Catarina
O Presidente Nacional da UST, Carlos Borges, junto com o companheiro Ivan líder catarinense, foi a Santa Catarina nesta semana, para realizar uma série de visitas a sindicatos. Na programação, realizou encontros com dirigentes locais e visitas aos Sindicatos de Florianópolis.

O Companheiro Ivan Bittencourt instalou a sede da UST Santa Catarina na Capital Florianópolis, fone da sede  48 3035 7002.  

SINTESP filia-se à UST
SINTESP- Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Publica, Campo Grande – MS, oficializou a filiação à Central Sindical UST, por meio da assinatura da documentação de filiação, em reunião na sede do sindicato. A filiação à UST irá fortalecer a categoria que é estratégica para a nossa luta.  Edilso Vieira

Trabalhadores Haitianos reune com UST MS
 
UST do Mato Grosso do Sul, Edilso Vieira, reúne com o Trabalhador do Haiti para oferecer apoio e suporte para resolva o mais urgente a incerteza e estabilidade ao trabalhador Haitiano.
UST SÃO PAULO REUNIDA

A diretoria estadual da Central UST São Paulo reunida em Campinas, Presidido pelo companheiro Laércio, assume mandato com o compromisso em avançar nas conquistas para o movimento sindical e propõe gestão Ética, trabalho e Compromisso com as entidades filiadas e simpatizantes da UST. O evento contou com a participação de lideranças sindicais e colaboradores que prestigiaram o evento. Onde destacou que uma nova era se inicia e tem o desafio de trazer filiações sindicais. No final do evento foi servido um almoço para os presentes.

                   

 
Feliz Dia dos Professores!
Zivan Tavares
Presidente
Obrigado  Professor
Obrigado por fazerem do aprendizado não um trabalho, mas um contentamento. Por fazerem com que nos sentíssemos pessoas de valor. Por nos ajudarem a descobrir o que fazer de melhor e, assim, fazê-lo cada vez melhor. Obrigado por afastarem o medo das coisas que pudéssemos não compreender, levando-nos, por fim, a compreendê-las… Por resolverem o que achávamos complicados… Por serem pessoas dignas de nossa total confiança e a quem podemos recorrer quando a vida se mostrar difícil… Obrigado por nos convencerem de que éramos melhores do que suspeitávamos.

BRASIL – Central Sindical UST   

Dia Internacional de Ação luta contra desemprego mundial

 
Dia Internacional de Ação da Federação Sindical Mundial (FSM), em defesa do trabalho digno, a Central UST realizou encontro que debateu a importância desta data para o sindicalismo mundial e a historia da FSM e sua contribuição para liberdade da humanidade, com a presença de mais de 10 sindicatos de trabalhadores e duas federações de sindicais. Com a crise do capitalismo, no Brasil o desemprego é baixo, mais com agravante, os empregos são de baixa remuneração e o poder de compra do trabalhador em queda.

 
 
 
Federação Sindical Mundial
3 de outubro 2014

Salário mínimo da FOME      O salário mínimo vigente estabelecido pelo governo, calculado pela equipe econômico e aliados do PT, é R$ 724,00. Já o salário mínimo necessário real é o salário mínimo estabelecido pela Constituição Federal, e calculado pelo DIEESE, é R$ 2.861,55. Apropria-se mensalmente do salário do trabalhador  74,70 % representa R$ 2.135,55.

SABATINA DAS CENTRAIS SINDICAIS COM OS CANDIDATOS A GOVERNADOR DO TOCANTINS 
No último dia 15 de setembro, a UST - Tocantins participou de um grande evento de apresentação das propostas e compromissos dos candidatos a Governador para os servidores públicos estaduais. Idealizada pela Nova Central Sindical dos Trabalhadores no Tocantins (NCST-TO), pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e pela União Sindicalista dos Trabalhadores (UST), a 1ª SABATINA DAS CENTRAIS SINDICAIS COM OS CANDIDATOS A GOVERNADOR DO TOCANTINS ocorreu às 19h30, no auditório do Centro Educacional São Francisco de Assis, em Palmas, e tratou especificamente das propostas para os servidores públicos estaduais. Foi dado aos candidatos a oportunidade de dialogar diretamente com as lideranças sindicais dos funcionário publico estaduais do Tocantins, mostrar sua propostas e conhecer as demandas das categorias. cumprimos com a nossa missão de representa-los e defender os interesses do trabalhador. Segundo a Organização, todo o conteúdo da Sabatina será disponibilizado na íntegra na internet. O PRIMEIROSEGUNDO e TERCEIRA  blocos já estão disponíveis. Para acompanhar informações a respeito, continue acessando o blog oficial do evento:http://sabatinadascentrais.blogspot.com.br/

Nova Diretoria provisória toma posse 6 de novembro

A solenidade da posse política nova Diretoria provisória acontecerá em Belém do Pará para reger a organização do próximo congresso estadual. O presidente da UST Pará Joaquim Tavares defende que se torna necessária a realização da campanha de filiação de sindicatos na UST, a expectativa dos lideres é  no sentido de filiação sindical, permitindo um fortalecimento da classe trabalhadora do Pará.
         
  As eleições e a posição classista dos trabalhadores
Por Wilson Santos, Vice Presidente     15 de agosto de 2014 

            As eleições institucionais no Brasil para os diversos cargos do poder executivo e legislativo têm se tornado um resumo sobre o que é a democracia no tal Estado de Direito burguês. A forma de participação do povo na esfera da tomada de decisão da administração pública proposta pelo governo dos ricos é a representatividade por meio do voto obrigatório. Passado o período eleitoral ao cidadão comum cabe apenas esperar por mais quatro anos a realização das propostas dos candidatos eleitos. Essa é a festa da democracia. Festa para uns poucos e tristeza e decepção para a maioria.

Diante dessa dissimulação de candidatos e partidos concorrendo aos diversos cargos públicos, o cidadão não percebe a sutil diferença das alternativas ideológicas oferecidas nas campanhas políticas e acaba escolhendo o seu candidato apenas por critérios subjetivos como a beleza ou simplesmente porque algum demonstra mais simpatia que o outro. O que está oculto é uma campanha ampla contra a ideologia da luta de classes, ou seja, uma campanha da luta dos trabalhadores pela sua emancipação do capitalismo. Cada vez mais os candidatos vêm se escondendo por detrás do senso comum, apelando para a ausência do pensamento crítico do eleitorado, criado e mantido pelo pensamento burguês em que há a possibilidade de existir de forma pacífica uma sociedade onde todos, patrões e trabalhadores, ricos e pobres, possam viver sem conflitos sociais, econômicos e culturais. Definitivamente a ideologia dos trabalhadores não é a mesma dos patrões. No atual sistema político, econômico e social que existe no Brasil, o capitalismo, o papel dos trabalhadores nada mais é que vender sua força de trabalho para o patrão em troca de um mísero salário que lhe mantêm vivo até a próxima jornada de trabalho.    leia mais..

União Internacional de Sindicatos dos Trabalhadores do Transporte

Finaliza com grandioso sucesso o XIII Congresso da UIS Transporte
Santiago do Chile - 2014

Durante os dias 5 e 7 de setembro de 2014, realizou-se na cidade de Santiago, no Chile, o XIII Congresso da União Internacional Sindical (UIS) Transporte e que contou com a participação de 80 representantes sindicais de 27 países, para debater a situação dos trabalhadores e trabalhadoras do setor de transportes e de comunicação, além de apontar novas políticas de lutas contra a exploração patronal.  A Central Sindical União Sindical dos Trabalhadores (UST) participou ativamente das atividades e dos debates no congresso, sempre defendendo sua posição classista, democrática e independente. Defendeu também a necessidade de trabalhar a formação político-ideológica dos trabalhadores se comprometeu em aplicar as resoluções aprovadas no Brasil. Entre os novos membros eleitos para a gestão 2014-2018, Wilson Santos, vice-presidente internacional da UST e filiado ao Sindicato dos Aeronautas, foi eleito responsável pela Comissão de Transporte Aéreo.  A UIS Transporte é uma organização setorial da Federação Sindical Mundial (FSM), que agrupa os trabalhadores dos transportes marítimos, terrestres, aéreo e também trabalhadores do setor de comunicação. É uma organização classista, democrática e combativa.  Desde a chegada dos delegados até o último dia do congresso, foram realizadas intensas atividades como a participação na Marcha Pelos Direitos Humanos, em comemoração do 11 de setembro de 1973, Golpe Militar Fascista no Chile.  Após a abertura oficial do congresso, foi dada a palavra para os delegados fazerem da tribuna um espaço de denúncias, críticas e construção do movimento sindical classista tão necessário para combater as políticas antitrabalhistas promovida pelo capitalismo em crise mundial. Por meio das diversas intervenções dos companheiros e companheiras dos vários países, notou-se um apelo urgente pela unidade dos trabalhadores contra o mesmo inimigo: o capitalismo.  Apenas a organização classista dos trabalhadores do mundo pode vencer a repressão promovida pelos patrões contra o movimento sindical classista. Assim, com esse consciência combativo os delegados elegeram a nova direção executiva que terá a dura tarefa de desenvolver a luta sindical classista por mais quatro anos.












Centrais sindicais na disputa eleitoral
Carlos Borges
Presidente
 

As Centrais Sindicais atuam no sentido eleitoral e não deixa dúvidas quanto
 à defesa de uma política nacional-desenvolvimentista, para isso, defendem a aliança com a burguesia e, consequentemente a “harmonia entre capital e trabalho”. Centrais que representa a burocracia e a aristocracia sindical, atuando ao lado da burguesia democrática contra a organização sindical séria. A burocracia e a aristocracia sindical estrangulam a independência dos sindicatos sérios em relação ao Estado burguês, no qual os apoios são trocados por cargos no Executivo e na política de conciliação e compensação, para manter seus cargos e privilégios, através da traição mais descarada e aberta aos interesses dos trabalhadores. As Centrais articulam coligações nacionalistas com a esquerda reformista, revisionista, reproduzindo o mito do Estado protetor e provedor de direitos para aumentar seu espaço na política institucional, com característica intrínseca de tutelar as massas trabalhadoras.   leia mais...
.                                .